Skip links

Estudo sobre a prevenção de AVC em pacientes com fibrilação atrial completa uma década

Estudo sobre a prevenção de AVC em pacientes com fibrilação atrial completa uma década

A farmacêutica Boehringer Ingelheim comemora o décimo aniversário da publicação do estudo RE-LY®, reconhecendo a contribuição feita desde então aos pacientes, profissionais de saúde e pesquisadores.

Nos 50 anos anteriores, a varfarina tinha sido o padrão de tratamento para a prevenção do Acidente Vascular Cerebral (AVC) em pacientes com fibrilação atrial. Embora eficaz, a varfarina tem um número de interações conhecidas, o que significa que os pacientes precisam de monitoramento cuidadoso e ajuste de dose.

O estudo pivotal RE-LY® investigou a eficácia e a segurança na prevenção de acidente vascular cerebral (AVC) com dabigatrana em comparação com a varfarina em pacientes com fibrilação atrial (FA) e mostrou, pela primeira vez, que um anticoagulante oral antagonista não-vitamina K (NOAC) foi tão ou mais eficaz e seguro que a varfarina na prevenção do AVC em um cenário randomizado, o que representou a primeira peça do quebra-cabeça na base de conhecimento em torno dos novos anticoagulantes orais (NOACs) como uma opção de terapia alternativa aos antagonistas da vitamina K (AVKs) para a prevenção de AVC em FA.

“O RE-LY® faz parte de um programa de ensaios clínicos, chamado RE-VOLUTION, que investigou mais de 100 mil pacientes em todo o mundo e foi o primeiro sinal crucial de que uma nova e mais segura opção terapêutica para a prevenção de AVC em FA estava a caminho”, disse o professor emérito da divisão de cardiologia da Universidade McMaster, em Hamilton, Ontário, Stuart J. Connolly.

Resultados do estudo

“Os resultados positivos trouxeram uma sensação real de entusiasmo aos pesquisadores, profissionais de saúde e pacientes. Além disso, os resultados trouxeram a aprovação da dabigatrana para a prevenção de AVC em FA, a partir de 2010. Assim, proporcionando uma opção de terapia mais segura, eficaz e gerenciável. Os pacientes com FA passaram a ter maior segurança em torno da prevenção do AVC sem o impacto que a monitorização regular e o ajuste da dose tinham no seu dia-a-dia. E a boa notícia é que as pesquisas sobre o etexilato de dabigatrana continuam”, afirma.

O RE-LY® foi apenas o começo da jornada. A concepção, avaliação e subsequente aprovação do primeiro e único agente de reversão específico amplamente disponível (idarucizumabe), em 2015, contribuiu para o entendimento geral. Além, disso, tranquilizou os pacientes de que os efeitos da dabigatrana poderiam ser rápida e efetivamente revertidos em cirurgias de emergência / procedimentos urgentes e em sangramento com risco de vida ou descontrolado.

“Hoje, a Boehringer Ingelheim continua cumprindo seu compromisso com pacientes com alta necessidade não atendida no âmbito cardiovascular”. Assim disse o vice-presidente corporativo e chefe da divisão médica de cardiometabolismo da Boehringer Ingelheim, Dr. Waheed Jamal.

Estudo sobre a prevenção de AVC na fibrilação atrial (SPAF)

A FA é a condição mais comum do ritmo cardíaco alterado. Pode aumentar em cinco vezes o risco de um AVC isquêmico em 33,5 milhões de pessoas que vivem com doença em todo o mundo. Globalmente, 15 milhões de pessoas sofrem um derrame a cada ano. Um terço destas pessoas morrem como conseqüência.

Fonte: Guia da Farmácia

Return to top of page